K. Sietsma.JPG

kornelis sietsma

O Doutor Kornelis Sietsma (1896-1942) foi ordenado pastor nas Igrejas Reformadas na Holanda no ano de 1924. 

 

A partir de 1934, ele foi pastor na cidade de Amsterdã, até janeiro de 1942, o período da Segunda Guerra Mundial. Ele era um pastor jovem, dotado, que escreveu a sua tese de doutorado na área de Teologia Sistemática, sobre a obra do reconhecido teólogo alemão Adolf von Harnack (1851-1930). Essa tese, intitulada "Adolf von Harnack, principalmente, como historiador da teologia sistemática', mostra o amplo conhecimento de Sietsma tanto na área da teologia sistemática, na perspectiva da teologia sistemática reformada, como também na área da história da igreja, especialmente dos primeiros séculos da igreja cristã. 

 

Kornelis Sietsma deve ser considerado um companheiro tanto espiritual quanto temporal do teólogo Dietrich Bonhoeffer. Os dois pagaram o preço pelas consequências da prática da justiça, semelhantemente, com as suas vidas, segundo o Sermão do Monte de Jesus Cristo (Mateus 5 a 7). Kornelis Sietsma orou, publicamente, num culto, em janeiro de 1942, pela causa da Missão em meio aos Judeus e pela Casa Real da Holanda, baseando o sermão deste culto em Mateus 4. 9, o trecho da tentação de Jesus no deserto. No dia seguinte, ele foi preso, e em seguida levado para o campo de concentração Dachau, no sul da Alemanha, onde morreu em setembro do ano de 1942. 

 

Este livro sobre Jó, ou seja, sermões sobre o agir de Deus e sobre a grandeza e supremacia de Deus no livro de Jó, pode ser considerado uma profecia, dirigida por Deus, para ser ouvida em nosso tempo, do mesmo modo que, simultaneamente, foi cumprida na vida do próprio autor deste livro.

 

Carambeí, março de 2022, Roelof Sietsma (sobrinho-neto de K. Sietsma)